LIRAa aponta risco médio de infestação do Aedes aegypti em Vila Maria


LIRAa aponta risco médio de infestação do Aedes aegypti em Vila Maria

Categoria: Notícias //


O índice de infestação do Aedes aegypti teve crescimento no município. O último levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti – LIRAa foi realizado entre os dias 26 de fevereiro e 09 de março de 2018 pelo Setor de Vigilância Ambiental em Saúde, com apoio das Agentes Municipais de Saúde.

 

Os índices demostraram que em 2,4% dos 338 imóveis inspecionados em Vila Maria foram encontradas larvas do mosquito, que é o vetor do zika vírus, chikungunya e dengue, e também da febre amarela em áreas urbanas. Isso equivale a dizer que a cada 100 imóveis pesquisados, em mais de 2 foram encontrados focos do Aedes aegypti.

 

De acordo com a padronização do Ministério da Saúde, o índice de infestação larvária recomendado para evitar epidemia é de até 1%. O índice apurado é considerado de médio risco. Situações de alto risco é quando se apura percentual igual ou superior a 4,0%. É importante ressaltar que ainda não há indícios do vírus da dengue, apenas do mosquito e, por isso, é necessário evitar que sejam geradas mais condições para que ele se desenvolva.

 

O Poder Público Municipal continua realizando ações constantes para prevenção do Aedes, como visitas educativas, monitoramento de pontos estratégicos e eliminação de focos. Mesmo assim, é importante que a população faça a sua parte e colabore para que possamos, juntos, eliminar os focos do mosquito e não deixar que a situação se agrave. A orientação é que semanalmente seja feita limpeza nos arredores de casa e se evite deixar recipientes com água parada – ambiente propício para procriação do Aedes aegypti.

 

Algumas recomendações importantes:

 

*         Tampe os tonéis e caixa d’água;

*         Mantenha as calhas sempre limpas;

*         Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;

*         Mantenha lixeiras bem tampadas;

*         Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;

*         Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;

*         Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;

*         Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa;

*         Cubra e realize manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;

*         Limpe ralos e canaletas externas;

*        Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água, inclusive aqueles localizados no cemitério;

*         Deixe lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d’água;

*         Verifique instalações de salão de festas, banheiros e copa.